Publicado em: 07/06/2017
Embaixador da Itália no Brasil se surpreende com tamanho do Festival Italiano de Nova Veneza
Ele se colocou como parceiro para fortalecer ainda mais o evento, que já atrai cerca de 100 mil visitantes todos os anos
Por Raquel Pinho  

O Festival Italiano de Nova Veneza recebeu na tarde de sábado, 3 de junho, um ilustre visitante, o embaixador da Itália no Brasil, Antônio Bernardini. A convite da comissão organizadora, ele veio conhecer a festa e confessou ter ficado surpreso com o tamanho da festa. O governo do Estado designou o secretário de Estado, Luiz Stival, que é ex-prefeito de Nova Veneza, para receber o diplomata juntamente com a prefeita Patrícia Amaral e demais autoridades da cidade.

 

“Tenho certeza de que o evento é um orgulho para a cidade, mas saibam que é bom orgulho para a Itália também”, disse. Considerado o maior festival do Estado de Goiás, o festival está em sua 13° edição anual e recebe cerca de 100 mil visitantes.



Empossado no cargo há menos de um ano, foi a primeira vez que o embaixador conheceu Nova Veneza, cidade formada a partir da imigração italiana em 1912 na região, cuja população atual tem cerca de 60% de descendentes. Ao chegar, Bernardini visitou o museu, onde viu o brasão das famílias que colonizaram a região, e a igreja Matriz de Nossa Senhora do Carmo, fundada pelos imigrantes. Também conheceu a Cantina da Nona, cozinha oficial do evento, onde conversou com a cozinheira chefe, que lhe deu um emocionado depoimento sobre o envolvimento da comunidade com o festival e a cultura italiana.

 

“O evento transformou nossas vidas. Moradores do campo e da cidade estão envolvidos com essa festa, que traz trabalho, sabor e muita alegria para nós”, disse.

 

Antes de saborear os pratos, ele também assistiu a apresentação de dança e também dos alunos das escolas municipais da cidade e também do Grupo Folclórico Ítalo Brasileiro.

 

Aproximação

 

Mais uma vez, o embaixador da Itália no Brasil demonstrou abertura para aproximar entre a goiana  Nova Veneza e a italiana Veneza para favorecer a perpetuação da cultura.

 

“Temos de trabalhar para favorecer esse vínculo.  Queremos contribuir para fortalecer ainda mais o evento, que já é expressivo”, disse. Ele  mencionou a embaixada como parceira para ajudar a implantar uma escola de gastronomia na cidade e trazer atrações da Itália para o evento. A aproximação vem sendo pleiteada pela prefeita Patrícia Amaral e do vice-prefeito da cidade, Alessandro Stival.

 

“Um dia, esse lugar foi um sonho de italianos que aqui chegaram em 1912. Hoje, o festival é um sonho dos que aqui ficaram, de festejar nossa cultura e de trazer desenvolvimento para a cidade e a presença é o apoio da Embaixada faz parte desse sonho”, disse Alessandro Stival.

 

No almoço, ele experimentou a lasanha, a polenta, tomou vinho e, ainda, conheceu o espaguete ao molho Goiás É Bom Demais, desenvolvido para o Festival que simboliza a união da cultura italiana com a brasileira. Ele é feito com pequi, açafrão e frango.




















coordenação geral: Hermione Stival Moreira / Adilon José Ferreira   apoio: Maria do Carmo Basílio