Publicado em: 07/06/2017
Missa resgata hábito dos moradores da cidade rezarem em italiano
A reza do Pai Nosso e da Ave Maria em italiano pelas avós (nonas) da cidade são tradicionais na bênção de abertura do festival. Momento tem caráter nostálgico para os moradores mais velhos que aprende
Por Raquel Pinho  

A religiosidade é outra forte influência trazida pelos imigrantes italianos, que são berço da Igreja Católica Apostólica Romana. Por isso, o Festival Italiano de Nova Veneza inicia sempre com uma missa celebrada em português e em italiano, marcada para esta quinta (1°/06), a partir das 19 horas, na Igreja Matriz Nossa Senhora do Carmo, a padroeira da comunidade.

 

A celebração será conduzida pelo pároco polonês Frei Ceslau Koupa e contará com a participação especial das avós, as nonas em italiano, que irão rezar o Pai Nosso e a Ave Maria em italiano, mantendo assim as tradições repassadas dos pais aos filhos desde os primeiro imigrantes que chegaram na cidade há 100 anos. O coral da igreja também exibirá canções sacras italianas durante a missa também.

 

O evento bilíngue tem um caráter nostálgico para os moradores mais velhos que aprenderam com os pais e avós a rezar na língua. Um exemplo é dona Leonilda Peixoto, uma das participantes assíduas da missa que, apesar de não saber italiano, sabe de cor rezar a oração do Pai Nosso e Ave Maria em italiano. “Durante o festival, a gente pode repetir esse hábito de nossa infância”, diz.

 

Decorada pelas famílias venezianas que organizam o festival, a missa na igreja receberá as autoridades e terá uma programação que contemplará a entrada das bandeiras do Estado de Goiás, da cidade de Nova Veneza e da Itália. A missa, em português e em italiano, marcará o momento em que pároco Frei Ceslau Coupa abençoará o festival e os seus participantes. Integrante das comissões que organizam o Festival Italiano de Nova Veneza como organizadora das missas que abrem o evento desde a primeira edição, Graça Stival, destaca que a solenidade preserva a devoção dos antepassados imigrantes que trouxeram consigo a imagem da padroeira da cidade, Nossa Senhora do Carmo.

 

“A missa é o momento de graça em que reunimos a comunidade e nossos visitantes. As canções e a liturgia são feitas em italiano, mantendo as tradições, assim como a reza do Pai Nosso por nossas nonas (avós), uma tradição que tem sido mantida por gerações. A missa é símbolo da nossa identidade como povo”, comentou.

 

Como chegar à Nova Veneza

Situada a 29 quilômetros da capital e com pouco mais de nove mil habitantes, a cidade Nova Veneza abriga memórias que compõem a história da ocupação italiana do Brasil, o que inclui uma comunidade de imigrantes italianos em solo goiano. Há duas rotas rápidas de acesso à cidade. Para quem saí de Goiânia, o caminho é pela GO 080, que dá acesso a Nerópolis em via duplicada. De Nerópolis, é preciso pegar a GO 222 para chegar à cidade. Outra opção é GO 462, na saída do Campus Samambaia da Universidade Federal de Goiás (UFG). Já quem sai de Anápolis, o ideal é chegar a Nova Veneza por Nerópolis.




















coordenação geral: Hermione Stival Moreira / Adilon José Ferreira   apoio: Maria do Carmo Basílio