Publicado em: 22/05/2017
Governador lança Festival Italiano de Nova Veneza, na segunda
Evento tornouse um patrimônio imaterial dos moradores, por resgatar as tradições e gastronomia dos fundadores italianos, integra o Circuito Gastronômico de Goiás e movimenta a economia da cidade dista
Por Ana Paula Almeida  

Na segunda, 22/5, às 8h30min,  o governador Marconi Perillo recebe no Palácio das Esmeraldas uma comitiva de Nova Veneza para o lançamento oficial do 13º Festival Italiano de Nova Veneza.  O evento marcado para 1º a 4 de junho chega a sua 13ª edição e integra o Circuito Gastronômico de Goiás.

 

São cerca de 100 mil pessoas passam por Nova Veneza todos os anos para vivenciar a atmosfera italiana que é  reproduzida durante os quatro dias pelos moradores, a maioria descendentes italianos.  Além da “bella cucina italiana”, apresentações musicais e de dança de ritmos típicos da Itália acontecem, jogos típicos e até uma missa é rezada em italiano.

 

Tudo isso entremeado à receptividade dos moradores, afeitos a transformar encontros triviais em festas. “Os italianos são muito alegres e festivos e o clima aqui em Nova Veneza é bem assim”, afirma o comendador Oswaldo Stival, idealizador do evento há 13 anos, integrante da comitiva que fará o lançamento do evento de lançamento.

 

A prefeita Patrícia Amaral e o vice-prefeito da cidade, Alessandro Stival, também participarão do momento. Na oportunidade, alunos do coral infantil da Escola Municipal Tereza Zaninni Peixoto, de Nova Veneza, farão apresentações de canções italianas para o governador.

 

Economia

 

De acordo com o Conselho Empresarial de Hospitalidade e Turismo da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), turismo é responsável por impulsionar outras 52 áreas da atividade econômica, direta ou indiretamente.

 

Essa é a realidade se constata em Nova Veneza com a realização do Festival Italiano. Além do resgate cultural, o evento adquirindo relevância também para a economia da cidade. São cerca de 1500 postos de trabalho  gerados além do movimento em toda a cadeia produtiva da região - onde predomina a agricultura familiar: de produtores de milho, tomate, hortaliças, gado, frango etc, a profissionais de setor de gastronomia, eventos, artistas, entre outros, todos se envolvem com o festival. Para se ter uma ideia, só na Cantina da Nona, o restaurante oficial do evento, adquiriu 2.000 quilos de frango,15 vacas e quase 4 toneladas de massa para preparar os partos. Serão necessários quase 50 cozinheiros e auxiliares no preparo dos pratos.

 

É por isso que a meta da administração pública de Nova Veneza é torná-lo um indutor ainda mais intenso de mudanças positivas para a cidade, com mais geração de empregos e renda para os moradores. Em visita ao embaixador da Itália no Brasil, na semana passada, a prefeita e o vice-prefeito, Patrícia Amaral e Alessandro Stival, obtiveram uma sinalização positiva para se realizar se firmar uma co-irmandade da cidade goiana com a Veneza italiana para viabilizar intercâmbios que possibilitem aos venezianos brasileiros o aprimoramento da gastronomia, da dança, da língua e de outros costumes.



coordenação geral: Hermione Stival Moreira / Adilon José Ferreira   apoio: Maria do Carmo Basílio